quarta-feira, 1 de julho de 2009

Evento "Canindé Junino" foi um sucesso


Inovação é a palavra que melhor traduz o Canindé Junino deste ano, de fato com razão. O evento resgatou uma cultura que a tempos não se via na cidade, a participação das famílias. Com novo local, logomarca nova e novo nome o evento conseguiu agradar a todos, pois, sem grandezas diminuiu os riscos, que geralmente são encontrados nas grandes festas.
A equipe trabalhou com dois meses de antecedência, para realizar o Canindé Junino, com o projeto "Arte e Cultura nas Escolas", que visa promover o desenvolvimento artístico e cultural dos alunos das escolas das rede municipal, sendo esses alunos os componentes das quadrilhas que disputaram o festival.
O evento Canindé Junino, aconteceu em 3 momentos, sendo duas delas realizadas nos distritos de Salitre e Targinos e a etapa final acontecendo na sede do município, onde as quadrilhas deram tudo de si para serem campeãs do festival e conquistarem os prêmios. As campeãs foram: 1º Lugar, Paixão de Canindé (CAIC) levou um prêmio de 2 mil reais e um troféu, 2º Lugar, Coração São João de Iguaçu ganhou 1.500 reais e um troféu, em 3º Lugar a Quadrilha Streyto levou o prêmio de mil reais e um troféu. Também foram agraciados a melhor Rainha, Marcador e casal de noivos.
A Secretaria de Infra - Estrutura nivelou o local de apresentação das quadrilhas, a Secretaria de Saúde desclocou o DR Móvel e o GSU para os 4 dias do evento na sede e a Guarda Municipal com o comandante Rubens de Sá coloaborou com um contingente de Guardas tanto na sede quanto nos distritos. A Polícia Militar também deu sua contribuição, deslocando homens para garantir a segurança do evento.
No último dia, várias atrações culturais se apresentaram, como: Os Elegantes do Forró, um grupo de irmãos deficientes visuais, que tocam vários instrumentos sem nenhuma dificuldade e mais uma dupla de emboladores além de Grupos de teatro e de dança e uma Quadrilha convidada do município de Pedra Branca, Paixão Serrana.
Os secretários de Turismo Plínio Gomes e de Educação Linderval de Moura não mediram esforços e ressaltando as dificuldades que Canindé tem passado por conta das chuvas. não sendo motivo para desanimar a organização, mas sim um insentivo para que o esforço fosse maior para o evento ser mais bonito. Marcos Brasil, Ramom e Diana organizaram o festival que teve o apoio incondicional da Prefeitura de Canindé e do prefeito Cláudio Pessoa.

Um comentário:

  1. eu sou um dançario da quadrilha.foi um susesso

    ResponderExcluir